crítica de mídia

Compartilhe este post

Uma vez que se envereda pelo caminho do Jornalismo, o retorno é quase impossível. Juju, por exemplo, tem um jornal. Agora, não satisfeita, está praticamente fundando um observatório de imprensa em casa. Hoje, ao ver a capa do Diário Catarinense, saiu-se com esta:

– Mãe, o conflito não é no Rio de Janeiro ?

– É, Ju.

– O DC é vendido aqui em Santa Catarina, né ?

– É.

– Então por que a capa está assim ? E as notícias daqui ?

Bueno, pelo menos a gente não pode dizer que a menina não tem senso crítico.

Leia Mais

Um dente, uma jornalista e a manchete perfeita

Estou no meio de um evento acadêmico quando o celular toca. Do outro lado da linha, a enfermeira da escolinha do Lucas me avisa que ele perdeu um dente. Até aí, nada demais, certo ? Errado. Ao chegar na  escola fico sabendo que se tratava de uma expressão literal: o menino estava brincando no bosque e o dente sumiu. Simples assim. Pergunto ao pequeno:

– Mas você não lembra como foi, Lucas ?

– Não, mãe.

– E como você notou que estava sem o dente ?

– Eu  fui mexer na minha boca e senti o buraco.

Claro que esta foi A história da sexta-feira. O dente do Luquinhas desapareceu e as professoras até procuraram no tal bosque, mas não encontraram vestígios do dito-cujo.

Ouvindo aquilo Juju, que é a editora, diagramadora, repórter e ilustradora do Jornal DumDum – periódico com edição semanal e circulação ampla e irrestrita – não pensou duas vezes antes de exclamar:

– Pronto, já tenho a manchete desta semana: “O dente que sumiu” !

Com todos os argumentos acadêmicos possíveis, tentamos demovê-la, afinal aquela manchete seria, digamos, sensacionalista.  Disse que o mais adequado seria algo como “Lucas perde dente em bosque do NDI”. Ela não queria saber de conversa. Protagonista, Luquinhas tentou intervir:

– Escreve  “um dente que fugiu” , Juju.

Desisti de argumentar. Temia que acabassem descobrindo que a manchete perfeita poderia ser ” Um dente que cai”.

Leia Mais

Papo sério

O recente “vazamento” de informações confidenciais de guerra, protagonizado pelo site WikiLeaks, que se apresenta como “a multi-jurisdictional public service designed to protect whistleblowers, journalists and activists who have sensitive materials to communicate to the public”, fez-me lembrar do filme Lions for Lambs (Leões e Cordeiros, na tradução brasileira), lançado por aqui em 2007. Dirigido por Robert Redford, a película conta com uma brilhante interpretação de Meryl Streep como a jornalista Janine Roth. Confira abaixo um trailler do filme. Se já viu, acho que vale a pena rever, senão, #ficaadica.

Leia Mais